Estrutura

Sala de Permanência

O Programa conta ainda com uma sala de permanência para os discentes, com oito computadores e Internet disponível e acesso irrestrito aos alunos, além de diversos pontos de Internet para acesso com Notebook.

Recursos de Informática

  • A infraestrutura de informática do PGTA é bastante completa. O Sistema de Gestão de Pós-graduação (SIGPOS) (https://sistemas.ufms.br/sigpos/) realiza a gestão do PGTA, permitindo a realização das seguintes operações: controle do curso, controle de docentes, controle da estrutura curricular, oferta de disciplinas, abertura de processos seletivos, recebimento de alunos, lançamento de trabalhos de conclusão, emissão de histórico, diploma e certificados, entre outras. Os dados lançados no SIGPOS podem ser visualizados por candidatos e alunos através do Portal de Pós-graduação, disponível no endereço https://posgraduacao.ufms.br/portal. Esse Portal também é utilizado para realização de inscrição online de candidatos em processo seletivo e solicitação de matrícula online de alunos regulares do programa.
  • É permitido ao pós graduando a inscrição de seu computador pessoal para acesso à internet no campus e acesso ao Portal de Periódicos da Capes fora do Campus, com login pessoal. A UFMS fornece acesso à rede wifi eduroam disponível por todo o Câmpus através do login realizado pelo Passaporte UFMS. O Passaporte UFMS é o sistema de gerenciamento de contas de usuários para acesso aos computadores da UFMS e os sistemas desenvolvidos pela Agência de Tecnologia da Informação e Comunicação da UFMS. Também é disponibilizado o acesso ao Portal de Periódicos da Capes no Campus, e através do acesso remoto via CAFe mediante login pessoal. A CAFe permite o acesso remoto ao conteúdo assinado do Portal de Periódicos disponível para cada instituição de ensino.

Laboratórios

Laboratório de Qualidade Ambiental (LAQUA). O Laboratório de Qualidade Ambiental, com área física de 417m², que tem como foco atividades de ensino, pesquisa e extensão nas áreas de Qualidade da Água e Biossólidos. Atualmente o laboratório está capacitado para realizar análises físico-químicas e microbiológicas em águas naturais, água potável e efluentes domésticos e industriais, além de análises de sedimentometria, lodos provenientes de Estações de Tratamento de Efluentes e ensaios de ecotoxicologia. Para isto, o Laqua está equipado com as tecnologias de cromatografia gasosa, cromatografia iônica, espectrofotometria de absorção atômica e determinação de Carbono Orgânico Total. Ainda, o laboratório possui capacidade para a realização de simulações de processos unitários de tratamento de água e efluentes. O LAQUA abrange Laboratório de Análise Físico-Química da Água, Laboratório de Análise Bacteriológica da água. Está equipado com Espectrômetro de Absorção Atômica (VARIAN), e Extrator com Fluído Supercrítico, Cromatógrafo Gasoso com detectores de captura de eletróns (ECD) e de fósforo e nitrogênio (NPD). Ainda, o LAQUA dispõe de equipamentos para análises físico-químicas, abrangendo Laboratório de Análise Físico-Química da Água, Laboratório de Análise Bacteriológica da água. O LAQUA atende às atividades de ensino, pesquisa e extensão.

Laboratório de Eficiência Energética e Hidráulica no Saneamento (LENHS). A ELETROBRÁS, no âmbito do Procel Sanear, firmou convênios de cooperação técnico-financeira com Universidades Federais nas cinco regiões do país. Na região Centro-Oeste, foi escolhido a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). Os principais objetivos da implantação do Laboratório de Eficiência Energética e Hidráulica no Saneamento (LENHS) foram: consolidar centros de referência regionais de eficiência energética e hidráulica no saneamento para atividades de ensino, pesquisa aplicada e extensão; enfatizar medições elétricas e hidráulicas nos sistemas de saneamento; apoiar o PROCEL SANEAR na implementação de ações voltadas à eficiência energética e hidráulica no setor saneamento; produzir documentação informativa sobre melhores práticas integrando o uso eficiente de energia e água no saneamento; desenvolver e aplicar inovações tecnológicas advindas dos trabalhos acadêmicos e favorecer a efetiva transformação do mercado, fundamentalmente de sistemas de abastecimento de água, por meio do incremento da eficiência. O LENHS da UFMS está instalado numa área de 455 m², possuindo bancada para ensaios experimentais (adutoras, redes em malha com simulação de vazamentos, sistema bombeamento/reservação, transientes hidráulicos) e equipamentos móveis para pesquisa em laboratório (Particle Image Velocimetry, PIV, etc.) e campo. O LENHS tem atuado nas atividades de ensino de graduação e pós-graduação, auxiliado a administração universitária através do programa PURA (Programa de Uso Racional da Água nos Campi da UFMS) e prestadores de serviços de saneamento, agências reguladoras e órgãos de financiamento. O suporte técnico do LENHS é dado pelo técnico Jhonatan Silva, doutor em Tecnologias Ambientais, e pelo técnico Moacir Muniz, tecnólogo em Saneamento Ambiental.

Principais equipamentos: Medidor de espessura ultrassônico; Barômetro com altímetro portátil; Megômetro digital portátil; Maleta para medição de parâmetros hidráulicos; Geofone eletrônico; Localizador de massa metálica; Locador de tubulação e cabo energizado ; Haste de escuta ; Válvula geradora de ondas sonoras em tubulações; Medidor de vazão ultrassônico portátil ; Tacômetro ótico; Analisador de energia elétrica; Alicate wattímetro digital portátil; Tubo de pitot; Medidor de vazão ultrassônico Doppler (ADV); Varivolt monofásico; Calibrador digital de pressão multifunção; Registrador de dados data-logger ; Calibrador digital de pressão multifunção; Registrador de dados data-logger; Transmissor inteligente de pressão (Célula SMAR); Particle image velocimetry (PIV).

Laboratório de Geoprocessamento para Aplicações Ambientais (LabGIS): O Laboratório de Geoprocessamento para Aplicações Ambientais (LabGIS)  faz parte da Faculdade de Engenharias, Arquitetura e Urbanismo e Geografia (FAENG) sob a coordenação do Prof. Antonio Conceição Paranhos Filho,  o LabGIS iniciou suas atividades no ano de 2002  e atende alunos de oito cursos de graduação (Engenharias Ambiental e Civil,  Ciências Biológicas, Arquitetura e Urbanismo, Medicina Veterinária, Enfermagem,  Geografia e Direito) além de discentes das pós-graduações em Tecnologias Ambientais, Ecologia e Conservação,  Doenças Infecciosas e Parasitárias, Biologia Vegetal, Biotecnologia e Biodiversidade, Geografia (Aquidauana), Recursos Naturais, Direito, além de, eventualmente outros cursos de graduação e pós-graduação da UFMS e de parceria com outras instituições como USP, UFERSA, UERN e UFSC.

Laboratório ModelHy: O laboratório implementado de 2017, enquadrado nas áreas de Engenharia Civil, Modelagem, Hidráulica, Projetos e Desenvolvimento de Protótipos, fornece estrutura para o desenvolvimento dos projetos de pesquisa, ensino e extensão do Grupo de Pesquisa ModelHy. Esse grupo de pesquisa multidisciplinar formado por 39 integrantes, entre pesquisadores e estudantes em diferentes níveis de treinamento, centra-se na análise e desenvolvimento de modelos matemáticos e análise de ecotecnologias que se adaptam à estrutura e complexidade de determinado sistema. Os modelos são desenvolvidos através da combinação de diferentes fontes de informação, incluindo dados de monitoramento hidrológico, climático e hidrogeológico, dados de sensoriamento remoto, análise química e indicadores ecológicos. As ecotecnologias centram-se principalmente em energias renováveis, técnicas compensatórias de drenagem urbana e protocolos de avaliação.

Laboratório de tratamento de efluentes (LabE): são realizadas pesquisas relacionadas a efluentes de agroindústria e saneamento focado em recursos. Este laboratório foi implementado em 2011, contando com uma sala climatizada para reatores e experimentos em escala de bancada. Anexo ao LabE, foi instalada uma casa de vegetação de 36 m2, com sistema de irrigação.

Laboratório de Hidrossedimentologia (HEroS): O Laboratório HEroS dá suporte ao grupo de Pesquisa HEroS e às atividades de pesquisa dos projetos de alunos orientados de pós graduação do PGTA, de graduação e bolsistas PIBIC ou voluntários. A partir de 2014, com a inauguração das novas instalações do Programa de Pós Graduação em Tecnologias Ambientais da UFMS, o Laboratório ganhou novo espaço físico (110 m2) e passou a ser denominado de Laboratório HEroS: Hidrologia, Erosão e Sedimentos. A estrutura física do laboratório conta com espaço e equipamentos que permite a elaboração de análises granulométricas, de concentração de sedimentos para obtenção de descarga sólida em suspensão e de fundo. Ainda permite o uso de programas de computador (software) para estudo de séries históricas de vazão e de chuva.

Laboratório de Águas Subterrâneas e Áreas Contaminadas (LASAC): Houve mudança física e expansão do laboratório, de 18 para 30 m2, em 2016. Em 2015, foi instalada uma área experimental de Geotecnia e Hidrogeologia, de 400 m2, no campus de Campo Grande, anexa a FAENG. O laboratório é utilizado para atividades práticas de aulas de graduação e de pós-graduação; dá suporte a projetos de pesquisas de mestrado e doutorado em hidrogeologia e geotecnia ambiental, bem como trabalhos de iniciação científica e trabalhos de conclusão de curso.

Laboratório de Geologia (LabGeo): O laboratório é utilizado para aulas práticas de geologia para alunos de graduação e de pós-graduação; fornece material e amostras utilizadas nos projetos de extensão; é utilizado para o desenvolvimento de materiais didáticos; recebe alunos em visitas orientadas; atende professores de escolas públicas em demandas referentes às geociências; oferece oficinas de divulgação científica de geologia, paleontologia e hidrogeologia.

Laboratório de Microbiologia Ambiental e Ecologia: Conta com 2 microscópios óticos e 2 microscópios estereoscópios, espectrofotômetro, mufla, centrífuga, 1 geladeira, 1 freezer, sistema de filtração e vidraria para análises químicas. 1 Capela de fluxo laminar, 1 microscópio ótico e sistema de iluminação para cultivo de algas, uma sonda multiparâmetro em manutenção (laqua), 2 microscópios óticos sendo 1 com captura de imagem e 3 microscópios estereoscópios.

Laboratório Computational Fluid Dynamics (CFD): O laboratório CFD-UFMS se especializou na aplicação da Computational Fluid Dynamics (CFD) aos problemas da engenharia civil e ambiental que envolvem o escoamento de fluidos. O laboratório CFD-UFMS possui:

  • 1 Servidor SGI H2106, configurado com 4 Processadores AMD Opteron 6276 16-Core 2.3GHz; 128-GB RAM DDR3 DIMM 1333MHz; 6 (seis) discos de 2TB SATA 7.2Krpm, Raid 0; DVD-RW; Fonte de alimentação redundante; 2 (dois) ports Gigabit Ethernet.
  • 1 software ANSYS Academic Research.
  • 15 microcomputadores.
  • Sala de aula/laboratório onde é ministrada a disciplina CFD (Computational Fluid Dynamics) e os alunos podem realizar suas simulações. Em 2012 também iniciamos colaboração com laboratório de Botânica do CCBS, para o desenvolvimento de pesquisas direcionadas a adaptação de plantas ornamentais e reuso de águas cinza.

Laboratório de Geomática: No contexto do PGTA, o Laboratório de Geomática permite o mapeamento planialtimétrico do terreno visando dar suporte em aplicações voltadas para os recursos hídricos, tais como, delimitação de bacias hidrográficas, modelagem hidrológica, dentre outras; o mapeamento dos elementos do balanço hídrico usando dados e técnicas do Sensoriamento Remoto; estudos voltados para a estimativa hídrica baseada em receptores GNSS (Global Navigation Satellite System).

Laboratório de Limnologia (LabLim): O Laboratório de Limnologia tem uma área de 10 metros quadrados. Está equipado com quatro microscopias compostos e três microscópios tipo lupa, bem como um micrometro ocular e câmaras de Sedgewick-Rafter para análises microscópicas. Equipamento para amostragem de água e organismos em campo incluem uma rede de Surber, redes de plâncton, e Garrafa de Van Dorn. Pesquisas em andamento incluem análises de comunidades de macroinvertebrados e de plâncton, bem como quantificação de grau de contaminação de ambientes naturais com plásticos e micro plásticos.

Laboratório de Desenvolvimento de Protótipos e Análise de Ciclo de Vida (LabPRO): O grupo de pesquisa ‘Saneamento Focado em Recursos’ conta com o Laboratório de Desenvolvimento de Protótipos e ACV LabPRO (45 m²), onde existe espaço físico para permanência dos pós-graduandos e alunos de iniciação científica, sendo equipado com ferramentas, computadores e espaço para reuniões. É o local onde protótipos de reatores são montados, onde Analise de Ciclo de Vida são realizados num computador equipado com software SimaPro 9.0, e onde o grupo de trabalho se reúne e discute resultados de pesquisa e propostas.